GRUPO RODOXISTO

4 boas práticas de direção defensiva para caminhoneiros e para quem planeja logística

GRUPO RODOXISTO

Blog

4 boas práticas de direção defensiva para caminhoneiros e para quem planeja logística

Pensando em você, que dirige caminhões ou trabalha com logística e está envolvido no processo de transporte, separamos 4 dicas de direção defensiva. Acompanhe, agora, e contribua com um trânsito mais responsável, livre de acidentes e prejuízos.

 

1 – Saiba dimensionar o tamanho do caminhão

Quando falamos de direção defensiva para caminhoneiros, saber dimensionar o tamanho do caminhão é essencial. Muitos motoristas, confiantes demais em suas habilidades ao volante, acabam fazendo manobras arriscadas, colocando a segurança de todos em risco. Não convém, de forma alguma, realizar ultrapassagens “apertadas” ou dividir a curva com outros veículos.

Esses são casos clássicos em que caminhoneiros podem provocar colisões por não saber dimensionar o tamanho do carro que dirigem.

 

2 – Utilize a tecnologia a seu favor

Os aparatos tecnológicos são dinâmicos e funcionais, podendo ajudar, por exemplo, a escolher os trajetos mais seguros e com menores chances de intercorrências.

O GPS, por exemplo, é uma ferramenta básica, que pode conceder informações relevantes em qualquer rodovia.

 

3 – Tenha atenção redobrada em trechos urbanos

O habitat natural do caminhão é a estrada, não temos dúvida disso. No entanto, em muitos trechos, é necessário passar por perímetros urbanos, em que o trânsito é carregado e há a presença de muitos pedestres. Quando passar por lugares assim, a atenção deve ser redobrada, principalmente, sobre a altura máxima do veículo para circulação nas vias. Quem já passou por apuros em viadutos, pontes e túneis, sabe do que estamos falando.

Essas situações podem ser facilmente evitadas por meio do planejamento da viagem. Na prática, isso significa estabelecer um itinerário bem organizado, capaz de prever todas as rotas a serem percorridas.

 

4 – Faça ultrapassagens de forma segura

Colisões frontais representam a principal causa de morte nas rodovias brasileiras, embora correspondam a apenas 3% do total de acidentes em nossas BRs.

A regra na hora de ultrapassar é a prudência. Certifique-se de que na pista oposta nenhum outro veículo esteja vindo e nunca realize a manobra em faixa contínua.

 

É muito importante dirigir com atenção, mas, os profissionais de logística precisam contribuir no planejamento e no uso de tecnologias a favor do transporte assertivo.

Contamos com todos vocês para termos um trânsito livre de acidentes.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp